Publicidade

Primeiro caso da variante delta é identificado em Sul Brasil

20 de Outubro
Publicidade

A Secretaria de Saúde recebeu a notícia de identificação do primeiro caso da variante Delta da Covid-19 em Sul Brasil na manhã de hoje, quarta-feira (20). A informação foi repassada pela Secretaria Estadual de Saúde.

A enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica Franciéli Hollas Rosalem esclarece que a detecção da variante foi realizada através do sequenciamento do Vírus SARS-COV-2 de uma amostra laboratorial de paciente residente do município.

Franciéli esclarece que o sequenciamento genético permite a identificação e monitoramento dos vírus circulantes, bem como avalia a transmissibilidade, gravidade, risco de reinfecção e a resposta de anticorpos a essas novas variantes. Isto contribui para planejar e desenvolver as ações de prevenção e controle da doença do coronavírus e seus agravos. “A Delta é mais uma variante que foi descoberta pela primeira vez na Índia em dezembro de 2020 e que se expandiu rapidamente por todo o mundo. O grande problema da variante Delta é o seu alto poder de transmissibilidade”, explica.

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou em setembro a transmissão comunitária da variante Delta do coronavírus em Santa Catarina, isto significa que já não é mais possível identificar a origem da infecção.

O município de Sul Brasil permaneceu por 33 dias sem nenhum caso de Covid-19 e logo após tivemos um aumento expressivo chegando a 20 casos ativos no dia 29 de setembro. Após a intensificação das medidas sanitárias e orientações à população, ocorre uma redução e hoje (20) estamos com um caso ativo, onde o paciente encontra-se hospitalizado na UTI.

A Secretaria de Saúde acredita que este surto de Covid-19 foi em decorrência da circulação da variante Delta. Desta forma ressalta-se que a população sulbrasilense precisa manter os cuidados, como o uso da máscara que cubra a boca e o nariz, evitar as rodas de chimarrão, manter o distanciamento social, evitar aglomerações e fazer a higiene das mãos com água e sabão ou álcool gel.

Diante dessa situação de alerta, a Secretaria de Saúde faz um apelo à população para que as pessoas que ainda não se vacinaram contra a Covid-19 que entrem em contato com a Unidade de Saúde e agendam a sua vacinação. Lembrando que estão sendo vacinadas todas as pessoas acima de 12 anos de idade e que a vacina só tem sua eficácia garantida depois da aplicação de duas doses no período recomendado pelos fabricantes.

Publicidade
Publicidade